Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

Uva madura

Fruto doce e apelativo.
 
Transformado em vinho serve de acompanhamento a refeições, brindes e é presença quase obrigatória em festas.
Bebido com moderação dizem que pode fazer bem. Bebido em abundância, provoca umas belas enxaquecas.
 
 
O deus grego do vinho é Dionisio - O deus romano é Baco.
Falemos de alguns tipos de consumidores do precioso nectar destes deuses.
 

O apreciador - gosta de degustar um copo de vinho de qualidade.

O esponja - Só descansa quando o garrafão já não pinga.

O sequioso - Bebe tinto ou branco, pouco importando a cor, mas sim, a quantidade.

O dependente - Bebe por sede e sem ela, bebe mesmo quando está de pé ou deitado.

O meia pipa - Não precisa de copo, bebe directo da torneira.

O pipa e meia - Se pudesse, bebia directo da pipa e se deixassem acabava dentro dela a tomar banho.

O tristonho – Bebe para afogar a mágoa e acaba por dar à Costa a soluçar sem saber o motivo da borracheira.

O feliz – Bebe às gargalhadas e termina em pranto e a dar vexame com a má disposição.

O eufórico – Bebe tudo de uma vez e apaga-se como uma vela quando lhe sopra o vento.

O bêbado - Cura a bebedeira com uns valentes copos de vinho (tem casco).

 

E o vinho?

 Esse é um senhor, um sedutor:

Veste Branco; Rosé ou Tinto

E são muitos os que gemem por ele de paixão, seguindo-o de copo na mão.

 

 
Brindemos pois com moderação{#emotions_dlg.beer}a um bom fim-de-semana. {#emotions_dlg.blueflower}
publicado às 01:32

4 comentários

  • Imagem de perfil

    DyDa/Flordeliz 19.10.2013

    Severino:
    Só com uvas
    fica inspirado
    Com um copo
    fica bafejado
    Uma garrafa
    um letrado
    Uma pipa
    é doutorado
    Uma cuba
    tira mestrado

    Já ouvi falar disto
    à boca cheia
    Direito a ser doutor
    se adivinha de (in)competência
    Ou seria experiência?!

    Comentam que não foi de ciência
    Escreveram, não houve provas ao mestre
    Diz o povo: que foi trambique
    Não saindo do alambique
    O canudo que recebeu

    Já o bêbado que quer ser testado
    Basta soprar ao balão
    Ultrapassar a taxa limite
    Ouvindo um belo sermão
    Do agente de autoridade

    Este apressado passa o papel
    De nariz avermelhado
    Não por se sentir irritado
    Mas por também ter provado
    Um belo de um Moscatel.

    Vem os vejo encostados
    Em estacionamento proibido
    Em casas de nome afamado
    Por ter um belo copo de vinho

    Severino saia mais um aqui para o Norte
    Para apagar a tristeza
    Desta vida de incerteza
    E dias de conturbada sorte




  • Imagem de perfil

    severino 20.10.2013

    Oi Dida ... que maravilha
    Na brincadeira, a resposta
    Quem esse caminho trilha
    Agua fresca de uma bilha
    Faço dela a minha aposta

    Não bebo bagaço ou vinho
    Deste?... apenas um copito
    Ao almoço e ao jantar
    E vá lá, ao lanchezinho
    Fora disso não repito
    Espero nunca me encharcar

    Só por me ter assumido
    Um borracho de respeito
    Ouvi praí um zumbido
    Dizerem que estou perdido
    Por mim não lhe encontro jeito

    Por bem, me venho confessar
    Aos amigos que aqui estão
    Já se adivinhava no ar
    A autoridade chamar
    Para a sopra do balão

    ...Pontos nos ís ....Bom domingo
  • Imagem de perfil

    DyDa/Flordeliz 20.10.2013

    Com o acento nos pontos
    Nada fica embrulhado
    Pior do que beber vinho
    É bebê-lo misturado

    Para continuar de copo lavado
    Aqui esclareço também
    Só gosto de molhar o bico
    Beber não me calha bem

    Há quem o saiba fazer
    Muito melhor do que eu
    Beber, só por beber
    Não é prazer, é sofrer

    Não tenho queda pra mártir
    Penitência a este preço
    Grande seria o pecado
    Para assim ser carregado

    Se eu bebesse uns copitos
    Sem traquejo nesta arte
    Passaria a andar de gatas
    Não me queira, essa má sorte

    Esfolaria os joelhos
    A perna ficaria mais seca
    Mulher que começa a beber
    Acorda de garrafa na boca

    Só pretendo ficar magra
    Se for boa a dieta
    Se perdesse muitos quilos
    Perderia também a ....

    Acho que rimava, mas esqueci a terminação e ainda não bebi nadica.

    Íc...ìc... mas é de sono
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D