Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

Nazaré...

alt="" />

 

alt="" />

 

alt="" />

 

alt="" />

 

 

alt="" />

 

alt="" />

 

alt="" />

 

alt="" />

 

 

Chegamos, já o sol descia no horizonte no Sítio. Percorremos com o olhar bem lá no fundo - a praia da Nazaré.  

O vento frio do fim da tarde fez-nos optar pelo jantar no centro da Vila, o que nos deu a possibilidade de descermos

e subirmos no funicular que liga o bairro ao centro da Vila.

Sobrou apenas tempo para percorrer a marginal junto ao mar. Aqui, os graúdos passeavam calmamente enquanto os

miúdos brincavam no extenso areal, num ambiente diferente das ruas movimentadas de Albufeira ou Vila Moura. Porquê?

– Porque o ambiente é ainda de simplicidade (mas não pobre), de grupo e familiar, de quem gosta de convívio.

 

Por aqui ainda abunda o comércio típico, com lojas de portas abertas e exposição de material nas ruas viradas para a praia e

muito artesanato local.

 

Para nós, as horas eram apertadas e a manhã estava destinada à partida. Mas não sem antes roubarmos tempo para o

pequeno-almoço (esquecendo que era Sábado, dia de mercado, e que as ruas estreitas são ainda mais complicadas

com o acumular de trânsito) numa confeitaria típica, a aborrotar de bolos frescos, servidos por gente madura,

mas de grande genica e bom trato.

O serviço mesmo moroso, foi rápido, atendendo ao elevado número de clientes que a casa apresenta.

 

As mulheres, as nazarenas, essas, continuam a vestir o seu traje típico. Já não para vender peixe, mas para vender

"quartos-zimmer-rooms"…

 

Não vi outras praias, mas gostava. Quem sabe, outro dia voltaremos?!

 

publicado às 00:01

O que é preciso para ser MARAVILHA DE PORTUGAL?

alt="" />

 

border="5" alt="" />

 

alt="" />

 

border="5" alt="" />

 

alt="" />

 

border="5" alt="" />

 

border="5" alt="" />

 

alt="" />

 

alt="" />

 

 

Para mim este é um local também MARAVILHOSO.

Se alguém pensa como eu - Óptimo

Se alguém não conhece - É pena

 

Deixo um pouquinho do que encontrei e me fez MARAVILHAR em cada olhar, em cada recanto, em cada descoberta.

Sempre com pena de ter regressar e com vontade de um dia regressar.

 

ODECEIXE onde o mar e a ria estão em sintonia com um areal de areia dourada e a vida ainda corre bem devagar.

 

 

 

publicado às 00:20

daqui, deste lugar lugar!

 

Olho o mar, o horizonte e sou livre

Livre, como a gaivota que se afasta a planar

E sonho - com partidas e chegadas

Com vento, chuva e tempestades

 

Meus olhos, desenterram do infinito

Histórias narradas de marinheiros

Com velas enfunadas e grandes feitos

Bem amarradas nos mastros dos veleiros

 

Há homens que partem destemidos

Procurando terras e tesouros escondidos

 

E de repente, eu parti, e fui valente

Ganhei força, trabalhei, e lutei como um gigante

 

Do alto do rochedo – por um breve instante

De marinheiro, atrevi-me em comandante

 

Pestanejei e sorri ao meu regresso

Assombrada pelo rápido progresso

 

Eu, somente por um breve segundo

Fui capitão e até naveguei por todo o mundo

 

{#emotions_dlg.blueflower}=Eu (Divagações)

 

 

publicado às 00:18

FALO-TE...

 

Hoje falo-te de saudade

Das horas que se arrastam

Dos longos dias de degredo

 

Aguardo silencioso por ti

Sentado num ponto que escolho - bem alto

Mesmo sabendo que não virás

 

Mato esta solidão que me invade

Na ilusão de sentir os teus passos

No toque da tua mão em meus braços

 

Contemplo a gente que chega

Sinto a outra que parte

Enquanto eu - espero

 

Espero e desespero de cansaço

Desta espera obstinada

Mesmo sabendo que também hoje – não virás.

 

De novo, no peito aperta-me a saudade

Até mim chega o cheiro a mar

Sinto o perfume a ti espalhado pelo ar

 

Ardem-me os olhos de tanto te procurar

Na praia, onde outrora caminhamos unidos

Nas ondas, que se deixavam tombar a nossos pés

 

Um arrepio percorre o meu corpo

Sinto que entardece

Não tarda, escurece

Sinto frio, sinto medo

 

Medo de mais um regresso à casa vazia

Às paredes silenciosas do nosso quarto

À cozinha outrora condimentada

À TV que olho sem ver

 

Que saudades da tua voz

Do riso que enchia a minha vida

E que levaste contigo para sempre

Partiste para longe

Sem te despedires

Sem me perguntar

Se também eu - queria partir…

E eu, continuo aqui – à espera de ti – à espera de nós

 

Divagações:flor=Eu

 

publicado às 00:15

Aqui nesta praia...

 

"Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade.

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

publicado às 00:01

É tempo...

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas,

que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos,

que nos levam sempre aos mesmos lugares.

É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado,

para sempre, à margem de nós mesmos.
Fernando Pessoa

 

publicado às 00:01

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D