Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

Ocaso da hora amena

Instante

 

Não é dia nem é noite

Hora amena quase despida

Genuinidade que atrai o olhar

 

Que se alongue o dia

Sem distanciar a noite

Não quebre o silêncio

Enquanto a hora durar

 

Permaneça amena

Doce e apaziguadora

Sem o bulício da cidade

Das horas fugidas

 

Não quero ouvir apitos

Carros a passar

Gente a estrebuchar

O momento é meu

Quero-o suster, quero-o guardar

 

Soprai minha fronte

Beijai o meu rosto

Soprai meu cansaço

Renovai meu esforço

Ó ventos que vindes do mar

 

Fazei-me um sinal

Mandai uma estrela piscar

Mostrai-me o caminho

Para daqui partir

Ou aqui voltar?!

 

ByDyDaFlower
publicado às 00:02

Mentiroso o malmequer?...

Dizem que és mentiroso

Nunca te apanhei a mentir

Verdade que não pergunto

Aquilo que não quero ouvir

 

Se tu és o malmequer

E teimas em não-me-querer

O problema é só teu

Continuo a te-querer-bem

 

Tens fama de invejoso

Inveja de quê afinal?

Ninguém te prometeu o sol

Dá-se ele por te-bem-querer

 

Malmequer

Bem-me-quer

Não procuro uma razão

Se és tu a me-querer-bem

Ou eu a te-bem-querer

 

publicado às 01:09

Sei. Um dia chegará o fim.

Mas não é hoje.
Hoje, é dia de agradecer a quem tenta que eu seja feliz.
E eu sou. Ainda que muitas vezes pareça triste.
Já vos disse que não gosto de Dezembro?
Acredito que muitas vezes.
Costumo dizer que este é o mês mais importante da minha vida.
E é talvez por isso, que sempre, me sinto angustiada com a sua aproximação.
Para Vós, meus caros amigos, deixo um pouco de mim:
que gostaria chegasse perfumada

 

publicado às 00:01

Quem? Por quem?

 

Quem daqui partiu

rubra flor?

Quem te arremessou

pobre enjeitada?

Coração torturado?

De que espinhos?

Nunca os teus, de rosa

simples, encarnada.

Danaram tua excelência,

sem pudor.

De ténue perfume.

Doce suavidade.

 

 

Ao chão te aconchegaste,

onde serás espezinhada.

Por pés, e não punhos

das mãos que te cuidaram.

Ignorando tuas pétalas,

em súplica carmim.

Rosa desfalecida, rosa desprezada.

Rosa de amor; paixão; desilusão; despedida.

 

Não poucas vezes, ó bela rosa: foste enganada.

 

 

publicado às 01:50

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D