Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

Eu queria...

Eu queria ser o Mar de altivo porte
Que ri e canta, a vastidão imensa!
Eu queria ser a Pedra que não pensa,
A pedra do caminho, rude e forte!
 

 

Eu queria ser o Sol, a luz intensa,
O bem do que é humilde e não tem sorte!
Eu queria ser a Árvore tosca e tensa
Que ri do mundo vão e até da morte!



Mas o Mar também chora de tristeza...
As árvores também, como quem reza,
Abrem, aos Céus, os braços, como um crente!


E o Sol, altivo e forte, ao fim de um dia,
Tem lágrimas de sangue na agonia!
E as Pedras... essas... pisa-as toda a gente!...

 
Florbela Espanca
publicado às 08:00

Fado português...

"O Fado nasceu um dia,
quando o vento mal bulia
e o céu o mar prolongava,
na amurada dum veleiro,
no peito dum marinheiro
que, estando triste, cantava,
que, estando triste, cantava.

 

Ai, que lindeza tamanha,
meu chão , meu monte, meu vale,
de folhas, flores, frutas de oiro,
vê se vês terras de Espanha,
areias de Portugal,
olhar ceguinho de choro"...

publicado às 15:36

Sabes o que acho?

 

(...)

"Por vezes somos obrigados a
crescer sem querer e caimos sem
que nos empurrem, deixamos para
trás uma criança que tanto esteve em nós,
habituamo-nos ao mundo a sério.
Comprámos a camisa, outros a gravata
e vamos sorrindo ou aprendendo a sorrir
e dizem que nos fizemos homens. Mas
dizem que nas crianças está a luz.
Ouve bem!
Imagina.
Imagina o sol das mais diferentes cores."

 

Teixeira, Paulo

 

Continua aqui em a A Alma da Flor

 

publicado às 00:01

Citadino...

  

Gosto deste movimento de encontro desacertado que a cidade proporciona.

É ter companhia sem hora nem local marcado.

Em que todos diferentes somos todos iguais.

Uns em passo de corrida outros matando as horas em passo compassado ou arrastado.

Mas todos - caminheiros da vida.

publicado às 00:01

Silêncio por favor...

 

Que os sinos permaneçam mudos, as aves percam o pio, as vozes sejam sussurros.

Faça-se uma pausa, ou um intervalo, nem que seja de um segundo.

Quero o silêncio de um tumulo já que não posso desligar o mundo.

 

 

Dias assim - são dias: para esquecer!

publicado às 00:01

Até de novo a vislumbrar...

 

Deixo-vos a estrela-guia.

"O SOLé uma estrela como muitas outras. Mas, para todos os que vivem na Terra, ela é a estrela mais importante. "

 

Momento presente

Instante apressado

Próximo ausente

Rente ao passado

Assim cai a hora

Assim cai o dia

Retalho de presença

Réstia de existência

Descai a cortina

Tomba a ilusão

Com ele - rotina

Com ele - escuridão

Esconde a menina

Oculta o menino

Disfarça o gato

Encapota o cão

Abaixa a esfera

Esconde a labareda

Apaga a fogueira

Sossega a paixão

Neste prazo cingido

Jamais ultrapassado

Se não - em ilusão!

 

 

 

Faça-se noite

Apague-se a luz!

Boa noite

publicado às 00:01

Pág. 1/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D