Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

florbytes

Gosto de andar sem pressa, ainda que a impaciência tenha pressa e corra comigo.

Um Miminho antes do final do ano...é Bom e sabe muito bem!

Este espaço começou por ser uma forma de arquivo para as fotos que, de alguma maneira, me marcavam e que eu gostava.

Aos poucos, fui descobrindo o gosto de trazer de cada local um pouquinho da beleza que encontro, guardando-a e dando-a a conhecer a outras pessoas.

Aqui vou deixando pedaços de mim. Do meu olhar. Do meu sentir. Dos recantos que encontro. E que procuro trazer com cuidado para mim mas, principalmente, para mostrar a quem por aqui passa.

Ter pelo menos uma amiga que diz que gostou de cá entrar, já valeu a pena um dia ter começado.

OBRIGADA pelo comentário lindo!

 

 

 

Vou fazer como a amiga “CLOUDY” e transcrever as regras: 
- copiar o prémio e colocar no seu blog;
- fazer referência do meu nome e colocar o endereço do meu blog;
- presentear 6 pessoas cujos blogs sejam uma inspiração para si;
- deixar um comentário nesses blogs para que saibam que ganharam um prémio.
 Vou encontrando por aqui blogues que não dispenso uma visita e como tal tenho de os nomear e são:
Jorge No seu espaço de fotografia, descobrimos pedaços de beleza, bom gosto e uma harmoniosa sensibilidade.
Caracolinho Por ser uma menina doce e porque me cativou desde o inicio com a sua simplicidade e meiguice.
Rotiv  Escolhe com cuidado os poemas, para carinhosamente os ilustrar, transformando o seu "recanto" num delicado espaço de meditação.
Beta Por trás da carapaça de durona parece-me estar uma mulher sensível e bonita. Gosto do seu espaço e da forma como escreve.
Gato Um gato de unhas afiadas e um humor muito divertido. Sempre disposto a brincar com as coisas mais estranhas.
Lavaflow Gosto dos seus textos, das suas críticas directas e até do formato dos seus lamentos. Além das suas charadas que me deixam a fumegar.
 
A todos deixo um voto de esperança para que 2009 seja um pouco mais tranquilo que o ano que termina.
 Sonhar não faz mal, pois não?...
publicado às 01:28

Aprendiz de amigo...

 

Poema do amigo aprendiz


Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...

 

Fernando Pessoa

publicado às 01:01

As folhas

Sorriso audível das folhas
Não és mais que a brisa ali
Se eu te olho e tu me olhas,
Quem primeiro é que sorri?
O primeiro a sorrir ri.

Ri e olha de repente
Para fins de não olhar
Para onde nas folhas sente
O som do vento a passar
Tudo é vento e disfarçar.

Mas o olhar, de estar olhando
Onde não olha, voltou
E estamos os dois falando
O que se não conversou
Isto acaba ou começou?

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"

publicado às 00:58

Quando as ruas se "pintam" de luz para o Natal!

Estão quase todos dormindo,

isso é coisa bem certa!

Enquanto eu de mansinho,

percorro a rua deserta.

 

Gosto do silencio da noite

Do murmúrio quase a medo

Da luz e também da sombra

Em cada esquina um segredo

 

Que cada um de nós encontre o seu espírito de Natal vivendo-o o melhor que puder e souber.

Desejo paz, saúde e felicidade.

Beijinhos

 

 

 

publicado às 00:22

Doze flores e imensas pétalas!

 

 

 

 

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Flores!

De cores fortes outras discretas. Umas esbeltas, outras singelas e delicadas. Umas a desabrochar, outras queimadas pelo sol ou fustigadas pelo vento. Mas em todas se encontra a beleza que alegra o olhar atento e sensível de quem passa.

Escolhi Doze ao acaso!

É a minha "maneira" de homenagear os meses do ano e também porque doze é o mês em que nasci.

Afinal, Natal é quando alguém nasce e Dezembro é mês de Natal.

 

Beijinhos a todos que por aqui passam, propositadamente, ou por mero acaso. 

publicado às 17:02

Subindo o Marão e descendo por Ribeira de Pena até Guimarães!

Este era o aspecto do manto branco que cobria a serra do Marão em Novembro. Desde o início da subida que nos acompanhou ao longo da estrada, cobrindo os montes e algumas aldeias até bem perto de de Vila Real.  No regresso, fizemos a viagem por Ribeira de Pena e o panorama que encontramos foi muito idêntico a este (mais escuro porque anoiteceu rápido), mas a reluzir o branco de um lado e do outro da estrada. Um pouco assustador, mas de beleza infinita.
Nunca tinha visto tanta neve e tão limpinha em toda a minha vida. E...já lá vão muitos!
 

 

publicado às 19:59

Pág. 1/3

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D